Connect with us

O que você está procurando?

Saúde da Mulher

Dia do Orgasmo: falta de prazer pode prejudicar o bem-estar; veja como estimular o corpo

Especialistas ressaltam a importância que o orgasmo tem para a saúde física e mental. Entenda como melhorar a sensação de prazer

Dia do orgasmo
Dia do orgasmo - Shutterstock
[PAGE TITLE]

Hoje, 31 de julho, é o Dia do Orgasmo. Uma data simbólica para comemorar e ressaltar a importância do pico de prazer que existe durante uma relação sexual. Pode parecer algo sem muita importância para algumas pessoas, mas essa sensação boa durante o sexo (ou a falta dela) pode interferir diretamente em nosso bem-estar e, inclusive, na saúde física e mental.

Segundo a Dra. Nelly Kobayashi, médica ginecologista, obstetra e sexóloga, uma mulher que faz sexo, mas não alcança o orgasmo, pode reduzir a autoestima, aumentar a ansiedade e ter uma diminuição do interesse sexual. Afinal, um dos motivadores do sexo é a sensação do bem-estar que ele, teoricamente, deveria proporcionar.

Mas, infelizmente, não é raro encontrar pessoas – principalmente mulheres – que sentem dificuldades para chegar em um orgasmo. E as causas podem ser psicológicas, derivadas de problemas físicos, uso de medicações, idade, menopausa ou até doenças. O ideal é sempre realizar uma investigação médica para identificar e tratar a condição.

Advertisement. Scroll to continue reading.

“Outro ponto fundamental é a relação que essa mulher tem com quem escolheu transar, pois o sexo é o resultado da intimidade entre duas pessoas. Se o casal teve um dia complicado com discussões, a noite se torna mais difícil a mulher conseguir relaxar. A timidez e a falta de conhecimento sobre o próprio corpo também podem prejudicar na “hora H”, explica a médica.

Como estimular o orgasmo

Como vimos, a dificuldade para chegar à um orgasmo pode comprometer significativamente o bem-estar. E os primeiros passos para resolver esse problema é encontrar e tratar a causa. Mas, uma das medidas que também costumam surtir efeito é o autoconhecimento.

“O toque e a masturbação devem ser feitos com foco no prazer e não no orgasmo. Isso diminuirá a ansiedade de performance e o orgasmo virá como consequência. Para tentar a dois, primeiro deve-se abusar das preliminares, pois o ciclo de resposta sexual das mulheres pode demorar mais tempo. Em segundo, da mesma forma que a mulher se toca para se masturbar, pode tocar o próprio clitóris durante o sexo a dois. Isso poderá facilitar a obtenção do orgasmo”, sugere a Dra. Kobayashi.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Além disso, ainda existem exercícios de fisioterapia pélvica que podem auxiliar a mulher a chegar no orgasmo. “Cerca de 30% das mulheres não sabem contrair com boa qualidade seu assoalho pélvico”, explica a fisioterapeuta Ana Gehring. De acordo com a especialista, uma musculatura enfraquecida pode provocar baixa lubrificação, fissuras, atrofia, dor na relação por tensão muscular e pouca sensibilidade clitoriana.

Ou seja, inúmeros fatores – físicos ou mentais – podem impedir um orgasmo satisfatório. Por isso, é fundamental ter atenção com tudo aquilo que pode comprometer o bem-estar do organismo. “Perceber as conexões entre corpo e mente, em um nível profundo, facilita o caminho terapêutico para aqueles que buscam uma vida afetiva mais prazerosa e feliz. Um indivíduo que se conhece bem e está conectado com sua verdadeira vontade, se relaciona melhor com as pessoas em geral e com seu parceiro afetivo em particular”, finaliza Virginia Gaia, psicanalista e sexóloga com abordagem holística.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Advertisement

Você também vai gostar

Insônia

Aprenda como os seus hábitos podem interferir diretamente durante no descanso

Emagrecer

Nutricionista revela pequenos segredos que vão deixar a sua dieta mais saborosa

Alimentação

Conheça os benefícios que a bebida pode oferecer para o seu bem-estar

Saúde Mental

Descubras os sintomas e o tratamento da "doença da falta de afeto"